Vende-se amor…

644513_355524461204625_823057237_n

Como é gostoso ter aquelas pelúcias lindas que aconchegam mais ainda o nosso ambiente, não é mesmo? Quero a casa inteira com esses mimos, tenho fascinação por eles. Acho lindo, chique e engraçadinho. Só tenho que tomar cuidado com os exageros! Se eu não me policiar, fico sem lugar na casa de tantos toys! Pensa… eles entram, eu saio!!! rsrs

Mas mesmo assim, se tem uma coisa que de fato é novidade na decoração nesta década são os toys espalhados pela casa. Isso realmente nunca se viu antes. Libertados dos quartos das crianças, eles aparecem em qualquer lugar. Sempre fantasiados de outra coisa, já que não são brinquedos, não, não! São toys! Pelúcias fofas, mantas estampadas ou coloridas e utensílios divertidos, babei em tudo.

Sempre gostei de brincar com tosy na decoração, até mesmo antes de estudar a respeito. Mas, por mais que eu adore ter esse tipo de objeto, tenho um pouco de dificuldade em compra-los (por incrível que pareça).

Então, há pouco tempo tive a maior alegria… ACHEIII!!! A loja perfeita! Lá eu encontrei tudo o que estava procurando, e um pouco mais… Digo isso, porque não quero somente objetos decorativos, quero objetos que me passem algum tipo de emoção, que converse comigo e com o meu ambiente. Estou falando da loja Ob’jeteria. Ela fica lá no Shopping Plaza Anchieta, no segundo andar.

Toda as vezes que ponho os pés lá, não saem menos de 200 “owwnnss!!!” Vim então compartilhar essa sensação com vocês. Além da loja ser linda e super inspiradora, a proprietária, Jenanine Mendonça não fica pra trás. Ela faz você se sentir em casa, e é muito atenciosa e fofa. Quem puder, dá um pulinho lá!

E pra quem quiser, tem como conferir todas as novidadinhas online. É só clicar aqui.

482097_320981537992251_2124533577_n426825_320974564659615_1952088255_n403895_258725857551153_595477671_n299401_138488696241537_3397194_n298557_138488902908183_5960774_n296350_138489156241491_5401861_n539997_258722154218190_590248797_n

É isso…

Beijoooss!!!

Anúncios

Mini o que??

Gosto muito do estilo minimalista, que configura entre os meus favoritos. A concepção de um ambiente limpo, “clean”, enxuto, com apenas o necessário, é altamente atraente, pela limpeza visual que gera. Esse seria um estilo baseado no qual eu projetaria, por exemplo, para um apartamento pequeno. Fui criada sempre em casas grandes com quintais, de forma que ao ver-me morando há alguns anos em um pequeno apartamento, passei a repensar o modo de organização das coisas, os excessos, etc. Quando falo em excessos, refiro-me às “tralhas” que são absolutamente inúteis e que juntamos por anos a fio, além da mobília enorme e outras coisas, e depois ainda nos perguntamos: “onde está o espaço dessa casa?”, “por que nunca cabe nada na minha casa?”. Se você já se fez essas perguntas pelo menos uma vez, é hora de perceber que o problema nem sempre é o seu espaço, já que um bom designer consegue transformar qualquer tamanho de espaço em um ambiente agradável, funcional, confortável e esteticamente bonito.
A limpeza visual e a organização típicas do minimalismo refletem no nosso bem-estar, distanciando-nos do estresse do dia-a-dia, de um mundo exagerado de informações e de estímulos visuais; descansa os nossos sentidos. Se pudermos resumir o minimalismo em uma frase, esta certamente será “menos é mais”. A iluminação é preferencialmente natural e, quando houver necessidade da artificial, que seja embutida. Para a mobília tem que ser pensado cada detalhe, deve ser limpa visualmente, prática e elegante. A paleta de cores também é super simples, havendo a opção pelos tons claros (eventualmente o preto também é utilizado), que, ao terem incidência de luz, esta é refletida e o ambiente ilumina-se mais, além de conferir a ilusão de espaço majorado.

Será difícil para muitas pessoas conseguir alcançar o seu estado zen se vivem numa casa caótica, recheada de peças inúteis e que dificultam o dia-a-dia – é que a desorganização visual também pode ser fonte de stress e mal-estar. Este simples guia vai ajudá-lo a criar uma casa minimalista que, sem perder o conforto a que está habituado, torna-se estranhamente libertadora.

Benefícios de uma casa minimalista 

  1. Menos stressante. A desarrumação ou os espaços muito cheios são, em si, uma forma de distracção visual – há sempre algo a chamar a nossa atenção e, muitas vezes, da pior maneira possível. Quanto menos “coisas” tiver, menos stress visual terá. Uma casa minimalista tem um efeito calmante.
  2. Mais apelativa. Pesquise e compare fotografias de casas onde não cabe nem mais um alfinete com fotografias de casas minimalistas. Aquelas que pouco ou nada têm, à excepção de mobiliário bonito, algumas peças de arte bem escolhidas, elementos decorativos elegantes mas em pouca quantidade, são aquelas que nos seduzem mais. Pode tornar a sua casa mais apelativa, tornando-a mais minimalista.  
  3. Mais fácil de limpar. Quantas mais coisas tivermos em casa, mais difícil se torna a limpeza da mesma, uma vez que não é fácil limpar uma prateleira cheia de objectos ou aspirar um quarto que tem mais mobília do que o necessário. Pense no quão fácil seria limpar um quarto vazio em oposição a um quarto que tenha 50 objectos – claro que este é um exemplo extremo, mas serve para ilustrar este ponto.

As principais características de uma casa minimalista

  • O mínimo de mobiliário. Qualquer espaço minimalista requer apenas algumas peças de mobília essenciais – numa sala, por exemplo, podemos considerar um sofá, uma poltrona, uma mesa de apoio e uma mesa simples para a televisão (sem muitas prateleiras) e alguns candeeiros como sendo mais do que suficiente. No fundo, um quarto minimalista necessita apenas de uma cama, uma cómoda e mesas-de-cabeceira. O indispensável.
  • Superfícies despojadas. Numa casa minimalista, todas as superfícies lisas são despojadas, com a excepção de uma ou duas peças decorativas (ver ponto seguinte). As superfícies não estão cobertas de pequenos objectos, pilhas de livros, revistas ou papeis.   
  • Apontamentos decorativos. É claro que uma casa completamente vazia não seria muito atraente, pelo contrário, tornava-se até um pouco entediante. Em vez de ter uma mesa de apoio vazia, coloque um vaso com flores frescas; uma secretária sem nada pode ser adornada com uma bonita moldura; ou uma parede vazia preenchida com um quadro fabuloso. Menos é mais.
  • Qualidade em vez de quantidade. Em vez de encher a sua casa do chão ao tecto, um minimalista escolhe poucas peças, geralmente aquelas que adora e vai utilizá-las vezes sem conta. Por exemplo, uma estante vintage pode ser muito mais apelativa do que várias estantes pré-fabricadas.

Como criar uma casa minimalista

  • Uma divisão de cada vez. A não ser que se vá mudar para uma casa nova, é difícil simplificar uma casa inteira de uma só vez. Concentre-se antes numa divisão de cada vez, permitindo que esse espaço seja o centro da sua tranquilidade. Utilize-a como inspiração para simplificar o próximo quarto e o próximo… e depois o exterior da casa. 
  • Comece com a mobília. Os elementos de maior dimensão num qualquer espaço são sempre o mobiliário, por isso, deve começar por aí: simplificar um quarto significa olhar para a sua mobília e determinar o que pode ser eliminado sem prejudicar conforto e funcionalidade. Quanto menos mobília tiver melhor e escolha linhas simples, agradáveis, em cores sólidas e suaves.
  • Apenas o essencial. Seja uma peça de mobília ou qualquer outro objecto, saiba olhar para as coisas num determinado espaço e perguntar-se se é realmente essencial. Se consegue viver sem ele, retire-o. Tente despojar todas as divisões até restar apenas o seu essencial – mais tarde pode sempre adicionar alguns objectos de eleição e de qualidade, claro. 
  • Chãos despojados. Para além da mobília, não deve ter absolutamente mais nada no chão – seja livros, revistas, objectos por arrumar ou caixas cheias de coisas das quais já nem se lembra. Aqui tem três opções: deite fora/recicle, doe ou armazene nalgum sítio longe da vista.
  • Superfícies despojadas. O mesmo princípio deve ser aplicado às superfícies, ou seja, nada para além do essencial e uma ou duas simples decorações (veja o ponto 10). Mais uma vez deite fora/recicle, doe ou armazene. As superfícies despojadas são uma das principais características de uma casa minimalista.
  • Paredes despojadas. Existem pessoas que gostam de cobrir as paredes das suascasas com tudo e mais alguma coisa – o que não tem nada de minimalista.Mantenha as paredes imaculadas, excepto uma ou duas obras de arte espectaculares (veja o ponto 9).
  • Guarde as coisas longe da vista. Este ponto já foi várias vezes mencionado acima, no entanto, é importante reforçar que tudo deve ter o seu próprio local de arrumação, seja em gavetas ou armários. As prateleiras devem ser utilizadas para organizar livros, CDs e DVDs, mas não devem ter muito mais além disso.
  • Locais de armazenamento. Uma vez que vai simplificar e organizar, atribuindo um lugar específico a cada coisa, é igualmente importante tornar as gavetas e armários de armazenamento também eles minimalistas. No entanto, se preferir, este processo de eliminar, doar ou reciclar pode ser feito numa segunda fase.
  • Arte simples. Para evitar que as divisões da casa se tornem demasiadas “desenxabidas” pode perfeitamente pendurar uma pintura, uma ilustração ou uma fotografia em cada parede, de preferência numa moldura simples e em tons suaves. Porém, se possível, mantenha algumas paredes vazias. 
  • Decorações simples. Como já foi mencionado acima, um ou dois apontamentos decorativos são o suficiente para um quarto minimalista – uma jarra de flores ou uma planta são dois bons exemplos. Se grande parte do espaço ostenta cores suaves, os apontamentos decorativos podem ser de tons mais fortes, caso do vermelho ou amarelo, para avivar um pouco o espaço.
  • Janelas discretas. Janelas despidas ou então vestidas com cortinas ou estores simples e de uma só cor são o ideal – janelas demasiadamente ornamentadas são uma distracção visual.
  • Padrões básicos. As cores sólidas são as melhores para tapetes e carpetes (se escolher tê-las), mobília, têxteis-lar… Padrões mais complexos, como os florais, estampados, quadrados ou riscas também contribuem para o ruído visual.
  • Cores discretas. Como já foi mencionado acima (ponto 10), não há nada de errado em ter um apontamento colorido numa qualquer divisão, porém, a restante decoração deve privilegiar tons mais discretos. O branco é uma cor minimalista clássica, mas na realidade qualquer cor sólida que não incomode a vista pode ser utilizada (azuis, castanhos, beges, verdes…). 
  • Edite e elimine. Depois de ter simplificado uma divisão, a verdade é que provavelmente consegue minimizá-la ainda mais. Deixe passar alguns dias e volte a olhar para esse quarto com outros olhos: o que pode ser eliminado? Armazenado? O que não é essencial? Repita este exercício duas ou três vezes por ano.
  • Desfrute. Depois de ter simplificado um quarto, pare um momento, olhe à sua volta e desfrute do espaço que acabou de criar. Não há nada mais pacífico ou satisfatório do que uma casa minimalista.

Para visualizar na prática um ambiente minimalista, seguem algumas fotos.

Crédito das imagens: Google imagens

fonte: http://conversandosobredesign.blogspot.com.br/

Roupas, doces roupas de cama!!

Image

Sabe aquelas mulheres viciadas em sapatos? Pois é bem, eu sou uma delas, porem viciada em roupas de cama! Tenho varios tipos de edredons fofinhos, mantinhas de sala  e com cada uma delas sua jogo de travesseiro e lençois. Prezo muito esse conforto na hora do soninho…

Quando o assunto é quarto, a roupa de cama é sem dúvida a protagonista do ambiente. São os lençóis, as fronhas e colchas que fazem a grande diferença na decoração. Além da questão estética, a roupa de cama desempenha um papel importante na qualidade do sono. Quanto mais gostosos os lençóis, maior o conforto e a probabilidade de você ter uma boa noite de sono.

Aprenda a escolher o tecido ideal para sua cama, a combinar estampas e produzir o quarto enquanto você não estiver dormindo.
Se você gasta um dinheirão em sapatos, bolsas e acessórios para o carro. Então, por que não gastar também com roupa de cama? Passamos em média oito horas por dia na cama. Esse já é um bom motivo para investir em lençóis. Compare o tempo que você passa em frente à TV ou dentro do carro. Caso você tenha um carrão na garagem ou televisor de última geração, está na hora de começar a pensar com carinho na roupa de cama também.

• Cada cultura tem um jeito diferente de dormir. E cada família, em uma determinada cultura, também. Por essa razão, é difícil recomendar tecidos, modos de arrumar a cama e de escolher as colchas. Cada casa tem um jeito próprio de cuidar desse assunto. Mas se você não está feliz e sente falta de um pouco mais de conforto, eis a hora de mudar!
• Nos hotéis mais bacanudos do mundo, os lençóis quase sempre são de algodão egípcio, com muitos e muitos fios. Quanto mais fios tiver o tecido, mais liso e sedoso ele fica. Pessoalmente, gosto de dormir em tecidos entre 300 e 400 fios. Acima disso, a textura fica exageradamente sedosa e me incomoda. Como disse anteriormente, dormir é uma experiência totalmente pessoal.
• Além do algodão, existem outros tecidos como a viscose, poliéster e jérsei (meu preferido). O jérsei é uma delícia, tanto no verão quanto no inverno. A única desvantagem é o encolhimento que pode ocorrer se for colocado na secadora de roupas. Recomendo secar apenas no varal.   • Três jogos de cama são suficientes para quem vai começar um enxoval do zero. Não é preciso ter mais que isso. Se você tem espaço e dinheiro sobrando, tudo bem. Mas prefiro ter poucos e bons jogos de cama na minha casa.
• Na hora de comprar os jogos, fique atento às medidas. Meça sua cama antes de sair às compras. E não se esqueça de medir o edredom para comprar a capa.
• Combinar estampas não é tão fácil assim. Para quem não tem talento para isso, melhor comprar jogos brancos, que combinam com qualquer ambiente. Se você quer dar mais personalidade ao quarto, roupa de cama em tons de cinza ou azul marinho é uma boa aposta, especialmente para dormitórios masculinos. No Brasil, a maioria prefere estampas floridas e com bordados. Questão de gosto. Eu não aconselho, ainda mais se você quiser um ambiente mais contemporâneo e jovem. Melhor usar estampas geométricas ou listradas.
• Os decoradores mais dedicados costumam encomendar colchas e fronhas com tecidos especiais, que vão combinar com as cortinas e a cabeceira da cama. Sou mais prática e não uso esse artifício. Prefiro camas mais minimalistas, sem muitos frufrus. Na minha casa, deixo o lençol de cima e as fronhas dos travesseiros aparecendo. E uso a capa do edredom para incrementar o visual. Costumo dobrar o edredom ao meio e deixá-lo sobre a cama, bem prático e limpo em épocas mais frias. No verão, uso um tecido com cores mais marcantes, apenas de função estética, também dobrado sobre a cama.

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

• Na hora de arrumar a cama, por que não borrifar um perfume gostoso sobre os lençóis? Existem produtos específicos para esse uso. À noite, quando você for dormir, vai sentir o aroma bem leve dos lençóis. Delícia! Costumo comprar no mercado central (Belo Horizonte –MG) essências, pois além de mais barato (beeemmm mais barato diga-se de passagem), você escolhe entre muitas opções, eu gosto muito do “summer” para o quarto. Mas isso vai de gosto também. Lá tem muitas opções…

E quanto as roupas de camas, vocês encontram várias lojas especializadas, eu tenho uma simpatia mior pela mmartan, ótima qualidade.

Crédito das imagens: google imagens.

informações: http://casaeimoveis.uol.com.br/tire-suas-duvidas/decoracao/como-faco-para-escolher-e-combinar-a-roupa-de-cama.jhtm

Refugio das Roupas!! =D

É dentro do closet onde estão as roupas e os calçados  que serão usados, por isso as roupas devem ficar de maneira que não amassem e estejam prontas para o uso. Hoje em dia os guarda roupas são maiores e com espaços mais personalizados e apropriados para cada estilo de roupa, mas por mais confortáveis que sejam não se igualam ao closet.

No closet as roupas ficam mais arejadas e mais fáceis de serem pegas para o uso, quem pode ter um closet na sua casa pode optar por closet maiores com espelhos grandes para que possa visualizar o look. Estar bem vestido e com roupas bem cuidadas também requer cuidados especiais ao guardar as roupas, pois os cuidados com elas é que vão determinar a sua durabilidade e o visual de quem as usa.

O planejamento do closet permite criar um espaço belo e funcional, facilitando a rotina e trazendo conforto e proteção para os seus usuários. Projetar adequadamente as circulações, a ventilação e a iluminação evita problemas como: proliferação de bolores, insetos, acúmulo de pó, desgaste das roupas por incidência de luz solar ou artificial,etc. Confira nossas dicas para acertar no seu planejamento!

Os moveis sob medida para closet podem proporcionar mais espaço e melhores condições de armazenamento das roupas e dos calçados para que tenham fácil acesso. Confira a baixo:

  • De preferência a gavetas com tampas em acrílico, pois fica mais fácil para a visualização do conteúdo;
  • Aproveite os espaços menores para colocar cabides, o aproveitamento é melhor e as camisas ficam sempre lisinhas prontas para uso;
  • Coloque no canto vertical uma arara para pendurar casacos e camisas;
  • Deixe as gavetas para colocar as lingeries, pois elas são mais caras e encarecem muito o móvel;
  • As portas de correr podem ter espelhos;
  • Faça bandejas deslizantes para guardar os calçados, pois ao puxá-las da para visualizar todos os calçados;
  • Os projetos de marcenaria facilitam o cotidiano das pessoas que necessitam praticidade e conforto;
  • Faça prateleiras para as malhas e camisetas, facilita a visualização na hora de procurar;
  • Aproveite todos os espaços até o teto para fazer prateleiras, use um puf para subir na hora de pegar as roupas que estão mais em cima, além de servir de escada também serve para descansar enquanto veste os calçados.
  • Antes de comprar os moveis sob medida para o seu closet, conte as peças de roupas que você tem e as que mais usa para dessa forma poder escolher os espaços e a disposição das roupas de maneira que fique fácil o acesso até elas. Procure por moveis que satisfaça as suas necessidades e que seja mais em conta para poder economizar e não sair do seu orçamento.

Os preços dos closets sob medida variam conforme o tamanho e a qualidade do produto, cada um tem suas preferências com tamanho, cores e material com que é feito o closet sob medida, mas nem por isso deixe de escolher um modelo que satisfaça suas necessidades. Não esqueça que a pesquisa de preço é essencial para que você possa economizar nas horas de fazer suas compras.

O piso do closet poderá ser o mesmo do quarto, especialmente quando for uma extensão deste. Exemplos de revestimentos:

  • Carpet
  • Piso laminado
  • Taco
  • madeira
  • Vinílico / emborrachados
  • Piso frio:  ceramicas/porcelanatos

 

Caso a escolha do piso para o closet for diferente da opção carpet, vale investir em umtapete. Pois além de inspirar mais conforto e elegância ao ambiente, também faz o papel de isolante térmico, fundamental para que os pés não fiquem em contato direto com o piso frio.

Iluminação

Como em todos os ambientes de uma residência, no closet também é necessário ter iluminação geral. Mas ter só esta forma de iluminação não significa ter um espaço com claridade suficiente, pois como a luz vem do centro do ambiente, o corpo em frente ao armário irá projetar sombra sobre as roupas, impedindo a boa visualização. É fundamental ter outros pontos de luz para serem direcionados para as roupas.

Para a iluminação geral poderão ser utilizadas lampadas fluorescentes . Lâmpadas PAR20 (as quais possuem ótima qualidade de reprodução de cores) e as LEDs (não emitem calor e por isso são indicadas para serem instaladas dentro dos armários) são ótimas escolhas.

Lugar adequado para ter um closet

Não existe uma exigência padrão para que possa ter um closet em casa, qualquer lugar pode ser especial dês de que tenha espaço suficiente para que os moveis se encaixem com perfeição. O closet é excelente para o aproveitamento dos espaços e ajuda na ventilação das roupas e a conservação, pois não deixa os ácaros e as bactérias provenientes da umidade e da falta de ventilação se instalar nas roupas.

E para concluir, a disposição das roupas de maneira adequada facilita na sua conservação e também auxilia na hora de escolher o que vestir. Hoje em dia as pessoas estão mais atraídas pela praticidade do que para a beleza, por isso os moveis sob medida estão sendo mais procurados e por serem práticos e exercerem as funções necessárias para o aproveitamento Maximo de espaços de maneira que as roupas fiquem em ótimo estado.

Fontes: http://revistacasaejardim.globo.com/Revista

Crédito das imagnes: google imagens

Eis o melhor e o pior de mim…

Pensei em começar o post falando um pouco do meu quarto, acho ele o ambiente mais aconchegante do mundo, afinal coloquei todos os meus mimos de maneira que me relaxasse, na minha parede escrevi uma letra da marisa monte que diz mto sobre esse ambiente com relação a mim,claro:

“Eis o melhor e o pior de mim
O meu termômetro, o meu quilate
Vem, cara, me retrate
Não é impossível
Eu não sou difícil de ler
Faça sua parte
Eu sou daqui, eu não sou de Marte
Vem, cara, me repara
Não vê, tá na cara, sou porta bandeira de mim
Só não se perca ao entrar
No meu infinito particular
Em alguns instantes
Sou pequenina e também gigante
Vem, cara, se declara
O mundo é portátil
Pra quem não tem nada a esconder
Olha minha cara
É só mistério, não tem segredo
Vem cá, não tenha medo
A água é potável
Daqui você pode beber
Só não se perca ao entrar
No meu infinito particular”

PS: a imagem acima nao é do meu quarto, mas prometo assim que estiver com minha camera em mãos coloca-lo aqui ok?

 Os quartos pertencem à área íntima da casa e tem como função, à princípio,  propiciar aos usuários um ambiente de tranquilidade, descanso, recolhimento e intimidade, assim como ter áreas para guarda roupas e objetos íntimos, em áreas conjuntos ou não (closets).  Há também as suites, onde se acrescenta um banheiro exclusivo para uso do(s)  habitante(s)  do quarto. E ainda há aqueles que desejam um ambiente para leitura.

Os quartos atualmente são, em geral,  pequenos até para sua função principal; E o pior é que muitos, por desejo ou falta de opção, ainda acrescentam áreas de trabalho(com computador) nos seus quartos (idéia que particularmente, considero muito ruim, visto a incompatibilidade de descanso x trabalho ou até quando o computador é usado para lazer, pois é um elemento excitante, o que não combina com descanso e tranquilidade).

 1)Marrom e areia – Não lembra uma mousse de chocolate? Mesmo assim deram um toque especial elegante, principalemnte com a luminaria, os poás deram um toque romantico.

 

 AHHH esse me encanta, com essa colcha patchwork, e esses detalhes coloridos deram um tom de unico, beemm pessoal.

 A cama artesanal e os blocos de madeira com o carpete tranformaram bem esse quarto simples e ficou um luxo nao é mesmo?

 Laranja, azul e cinza – Aconchego e alegria, esse ja ficou bem moderno, porem bem alegre.

 Adoorei esse quarto todo branquinho e detalhes rm colagem…misturado suavemente com o azul e cinza…um luxo!!

É bem diferente analisar e decorar um quarto para uma só pessoa, um  de casal, um de hóspedes, um de uma criança ou de mais que uma criança. Quando há mais que uma pessoa sempre temos desejos diferentes que dificultam a decisão de decoração.

Um item importante no quarto é a ventilação, já que se passa muito tempo nele e a boa ventilação é saudável no ambiente em que dormimos. Mas temos que ter cuidado com correntes de ar, que podem prejudicar os mais sensíveis. Ventiladores de teto devem ficar no centro da cama (eles não devem ser colocados em rebaixamentos de gesso).

Os comandos de iluminação e aparelhos (como tv, ar, etc) do quarto devem ser acessíveis para quem está deitado. Ao pensar em iluminação para leitura na cama,  pense na pessoa ao lado. O ideal é que a iluminação não a atrapalhe. Luminárias pequenas com braços giratórios fixadas na parede  são boas opções. Ou iluminação na cabeceira, direcionada para cada pessoa. Investir em dimmer(É um regulador no interruptor de luz, que permite regular a intensidade da luz, aumentando ou abaixando a luminosidade.) é sempre uma boa idéia para criar ambiente diferentes no quarto de casal.

 O papel de parede ao fundo deu toque romântico e todos os seus detalhes também contribuiram para isto.

 Outro item que deve ser cuidado é a acústica; Temos que  nos preocupar com o ruído que entra ou sai do quarto para outras partes da casa ou exterior. As paredes não devem ser finas demais, há hoje muitos revestimentos que ajudam a evitar os ruídos indesejados (como a cortiça, por exemplo).

Lembrando sempre que um quarto tem que ter seus detalhes pessoais, como gosto, e alguns mimos que vocês não abririam mão, vai deixar tudo mais gostoso afinal é seu local de relaxamento e descanso, então use objetos que componham sua historia. No caso do casal indico uma boa mistura, mas sem tranforma-lo em um circo, caso contrário seria insuportável ficar la por muito tempo. E brinque com o branco, ele te proporciona a trocar colchas, cortinas e pequenos objetos até mesmo o carpete, eu particularmente gosto muito dessa brincadeira, tira nosso tédio, e traz um clima lua de mel com você novamente!

Então, bom descanso!

Credito das imagens: google imagens

Dê vida…

Como vocês ja viram sempre tenho citado plantas em alguns comodos da casa, então hoje resolvi falar de um canto especial para nossas queridas plantinhas, que sinceramente dão vida e encanto onde quer q estejam. Sabe aquele espaço pequeno e inutilizado da sua casa?? Então, que tal transforma-lo em um jardim de inverno e deixa la com um toque especial!?

O jardim de inverno é a alternativa perfeita para quem mora em apartamento também, criando em algum cantinho um lugar todo especial e cheio de vida. Uma opção interessante para quem mora em casa: uma oportunidade de trazer as cores e o perfume do jardim para perto.

Se você mora em apartamento, um lugar bacana para o jardim de inverno é a varanda. Além de ser um lugar bonito para desfrutar de momentos tranquilos, ele recebe grande incidência de luz durante todo o dia, favorecendo o desenvolvimento das plantas. Caso você não goste muito da ideia de comprometer seu espaço da varanda para a montagem de um jardim, procure um lugar do seu apê que seja confortável e estratégico para trazer suas plantas.

É importante analisar alguns aspectos no momento de projetá-lo, como a iluminação, revestimento do piso, climatização, etc… A criação de um espaço ideal para que suas flores possam crescer sem criar problemas com o restante da decoração é essencial, por isso contar com uma boa ajuda profissional é indispensável.

Em casas, a mesma coisa: escolha um lugar estratégico para projetá-lo, ou embaixo de escadas, ou entre uma sala de estar e uma sala de jantar… Para ambientes mais escuros, pesquise a planta ideal: com mais resistência e menos necessidade de luz.

Crédito das imagnes: google imagens

HO HO HO!

Hohoho, mamae noel chegou ! kkkkkkk, ta, nao resisti…

Entao, esta pode ser uma data bem magica e tbm mto estressante, algumas pessoas se perdem um pouco em suas decoraçoes, as tornando extravagantes demais, ou entao impercepitiveis,  e venhamos e convenhamos ne? Chegar em uma casa toda linda com a decoração certa de natal é quase que emocionante. Eu sou suspeita para falar, pois eu sou alucinada pelo natal, acho uma data incrivel, reunir a familia toda, pensar no ano que se passou, reorganizar os votos para o ano que esta prestes a entrar e agradecer a cada um que esteve próximo nos bons e maus momentos da vida.

Entao vamos la… Acho que vou começar pelos erros, so pra descontrair..

Só posso concluir uma coisa: A pessoa foi tomada por 2 espíritos: O de Natal e o assassino. E acho que é a mesma pessoa que criou este adereço assustador (ao menos prá mim) e colocou no aparador… Siniiiiiiiiistro!

Agora me explica, pq gastar um comodo inteiro para fazer “A casa de Cera?”, detelhe, para anoes, e sem contar que esta impossivel de se mexer ali sem derrubar tudo!

Agora vamos falar das “delicinhas” de natal! Coisas boas, lindas e bom gosto!

Uma antiga tradição alemã, país onde teve início as decorações natalinas, afirma que é preciso a combinação de 12 enfeites ou ornamentos natalinos em nossa casa. São eles “casa” (proteção), “coelho” (esperança), “xícara” (hospitalidade), “pássaro” (alegria), “botão de rosa” (afeição), “cesta de frutas” (generosidade), “peixe” (benção de Cristo), “pinha” (fartura), “Papai Noel” (bondade), “cesta de flores” (bons desejos), e um “coração” (amor verdadeiro). Além dos 12 itens de decoração natalina citados, é preciso saber o tipo de material que melhor combina com cada ambiente da casa.

Tudo clean, gosto desta harmonia das cores, acho elegante. AHH detalhe importante, o local da arvore.  Lembre se, não da para deixa la na área de circulação, isso gera vários acidentes, sem contar nos locais quem tem lareiras, incêndio no natal não é legal! (oh, rimou)

Ta ai… um detalhe que eu gosto bastante,troque as bolas por pelúcias, dão um charme na sua arvore, fica descontraído, lindo e combina com ambientes diversos, então é quase que um tiro certo.

Para finalizar, não poderia deixar de falar da nossa clássica, linda e elegante decoração tradicional. O verde faz uma diferença né? deixando o ambiente mais alegre, as velas e a lareira deram um toque de aconchego, o que é fundamental, não queira cegar alguém com muitas luzinhas hein!?

Desejo a todos meus leitores um feliz natal! Espero que tenham se divertido e aproveitado algumas dicas!

Crédito das fotos: Google Imagens